Passar para o conteúdo principal
x

Computação na Nuvem?

Somos diariamente bombardeados com propaganda e perguntas sobre a computação na nuvem! "Jovens", hoje trago-lhes alguns argumentos a considerar para a computação na nuvem! Antes de se lançar aos ventos e saltar com todo o coração para a nuvem, considere como estes argumentos sobre a computação na nuvem podem afectar a si e à sua empresa.

Ouvimos dizer constantemente que a "Cloud Computing" é ideal para particulares e empresas actualmente. Mas isso não significa que não há desvantagens nesse formato de computação e que todos devem lançar imediatamente os seus servidores e software de desktop e realizar todas as operações comerciais na nuvem. Aplicações com uso intensivo de desempenho, como a edição de vídeo, não são adequados para a nuvem, nem outros tipos de software que requerem computadores desktop de alto desempenho.

Os privados e proprietários de empresas têm diferentes necessidades e diferentes níveis de conforto. Pode ser vantajoso usar a computação em nuvem apenas para determinadas aplicações e serviços.

azure-outage_0.jpg

O seu negócio pode funcionar em caso de prolongamento interrupção dos seus serviços em nuvem?

A computação na nuvem torna a empresa dependente da confiabilidade da conexão à Internet. Quando está offline, fica mesmo offline, sem acesso a nada!!! Se o seu serviço de internet sofre quebras frequentes, tem baixas velocidades, a computação na nuvem pode não ser adequada!.

Outra coisa a considerar é a dependência do seu negócio da nuvem - mesmo os provedores de serviços de computação em nuvem mais confiáveis ​​sofrem cortes de serviço de vez em quando. Em 2017, houveram inúmeras interrupções de serviços cloud, como por exemplo os da Amazon Web Services, simplesmente porque um engenheiro de serviço digitou um comando incorrectamente, e grande parte dos serviços de internet incluindo muitas plataformas empresariais ficaram offline durante 4 horas, questões de disponibilidade de armazenamento atingiram a nuvem pública Azure da Microsoft por mais de oito horas, a IBM também foi afectada quando o portal de acesso ao serviço Bluemix esteve inactivo durante algumas horas. (As redundâncias dos serviços não devem ter funcionado nestes casos...) (fonte:crn)

 

cloud-ctms.jpg

Quão seguro estão os seus dados?

Computação em nuvem significa computação na internet, logo à partida deve limitar a informação que disponibiliza desde que considere que esta é sigilosa / confidencial! 

Os fornecedores de computação na nuvem têm feito grandes esforços para promover a ideia de que eles possuem os mais recentes e mais sofisticados sistemas de segurança de dados, no entanto, a sua credibilidade a este respeito sofreu muito na sequência dos escândalos de espionagem recentes e a quebras de segurança que expuseram milhares de dados pessoais / passwords de utilizadores nos últimos tempos.

Tenha em mente também que os seus dados da nuvem estão acessíveis de qualquer ponto do globo, o que significa que, se ocorrer uma violação de dados através de "hacking", um funcionário descontente ou uma segurança mal implementada, pode comprometer os seus dados privados e comerciais. Cada vez mais há relatos de brechas com empresas supostamente seguras. 

"Como as grandes empresas de computação em nuvem têm mais recursos, muitas vezes eles são capazes de oferecer níveis de segurança, uma pequena / média empresa pode não ter recursos para implementar nos seus próprios servidores" (Outsource IT Headaches to the Cloud).

Mas mesmo assim, como proprietário de uma empresa, deverá decidir se os níveis de segurança oferecidos por uma empresa de computação em nuvem compensam as potencias desvantagens de segurança da computação em nuvem, assim como os custos inerentes a ambas as formas de computação.

À primeira vista, uma aplicação de computação na nuvem pode parecer muito mais barata do que uma solução de software particular instalada e executada internamente, mas precisa de ter certeza de que se está a comparar a mesma coisa. Sim, os aplicativos na nuvem (também conhecidos como Software como um serviço ou Saas) não requerem grandes investimentos de capital para licenças ou infraestrutura de suporte, mas a aplicação da nuvem possui todos os recursos que necessita? Os recursos que tem são importantes? Vamos ter necessidade de personalizar o software baseado na nuvem para atender às necessidades? Estas adaptações ao software podem aumentar enormemente o custo. Se usa software interno desenvolvido de forma personalizada, talvez não seja possível movê-lo para a nuvem sem que seja reescrito! Um custo extremamente caro - definitivamente uma desvantagem

Com uma mudança para a nuvem, você entrega as suas informações a uma equipa de TI convencional que não tem o mesmo conhecimento do seu negócio que um TI "interno" possui e que consegue compreender melhor, mesmo muito melhor, os requisitos do seu negócio!

Para ter certeza de que estamos a fazer o correcto, temos de observar atentamente todos os detalhes dos planos de preços, tal como fazemos nos nossos planos para o telemóvel e TV, levando em consideração a possível expansão futura. Por exemplo, o presidente de uma organização sem fins lucrativos que mudou recentemente para uma aplicação baseada em nuvem descobriu que, quando ultrapassou o limite do número de associados contratados, o custo para o upgrade era superior ao dobro!!!

Se o seu negócio envolver a transferência de grandes quantidades de dados, esteja ciente de que, enquanto transferir dados para a nuvem, as transferências de dados são cobradas por GB. Se faz muitas transacções a uma base de dados, tenha em atenção qual as larguras de banda que contrata, maquinas virtuais, alojamento, etc. Se é uma empresa de produção, acha viável pagar 24h de trabalho na nuvem quando pode ter um servidor local para executar o mesmo trabalho?

Se usar linux e/ou pacotes de software livre o custo nem se coloca, mas se usar software proprietário (a decisão do que faz com o seu dinheiro é inteiramente sua), e se não precisa das versões mais actualizadas todos os anos, o software de desktop pode ser mais barato a longo prazo. Por exemplo, se você comprar a versão de desktop do Microsoft Office 2016 e usá-la por vários anos, você paga uma taxa única e possui o software para sempre contra ter que pagar uma taxa anual por usar a versão baseada na nuvem, o Office 365.Uma licença Office 2016 para 15 utilizadores terá um investimento de cerca 2 500€ / 2 800€, custo que será completamente ultrapassado numa solução cloud ao fim de 2 anos!!! Necessita de actualizar o Microsoft Office de 2 em 2 anos? Não creio!!!

Outros tipos de aplicações de negócios, como por exemplo recursos humanos e processamentos de ordenados, que exigem actualizações anuais podem ser consideradas para trabalho na nuvem, mas tenha em atenção sempre à segurança dos dados e tenha especial atenção às novas regras do RGPD por causa da protecção de dados pessoais. Uma Brecha na segurança aqui pode comprometer irremediavelmente a segurança de uma pessoa, com coimas extremamente pesadas!

A inflexibilidade de algumas aplicações baseadas em cloud podem ser outra séria desvantagem. Tenha cuidado quando escolher um fornecedor de serviço de que não se tornará um cliente "para sempre" porque as suas aplicações e/ou formatos de dados não permitem a transferência/conversão/exportação de informações para outros formatos. Alguns fornecedores deliberadamente tentam "bloquear" os clientes usando software/hardware proprietário, de modo a ser quase impossível ou extremamente caro mudar para outro fornecedor. Certifique-se de que o contrato estabelecido estipula que mantém a propriedade dos seus dados e que as ofertas do fornecedor estão em conformidade com os padrões actuais, garantindo a confidencialidade dos dados. Certifique-se ainda que pode facilmente gerir os utilizadores, larguras de banda, alojamentos, etc à medida que sua empresa evolui. Certifique-se de que o fornecedor de serviços possui muitas opções disponíveis para suporte técnico, incluindo e-mail, telefone, bases de conhecimento e fóruns de utilizador. 

770x513.jpg

A computação na nuvem é uma oportunidade para as empresas reduzirem o incomodo de gerir os sistemas e os custos de TI, desde que possam viver com as desvantagens.

As questões de segurança relacionadas a ter dados pessoais e de negócios controlados por terceiros (e outros) parece-me que deve ser o principal alvo de preocupação por parte de todos.

Já pensaram quantas pessoas que não conhecem e que têm acesso físico aos vossos dados? Já pensaram que a informação pode deixar de estar disponível de uma hora para a outra? Já pensaram que essa mesma informação pode ser adulterada, corrompida e até mesmo encriptada? Se não pensou ainda, comece por analisar se a informação que quer manter na nuvem é armazenada de forma segura e que mais ninguém para além das pessoas autorizadas têm acesso a ela e se é de facto importante para si e para a sua organização. Já imaginou ficar sem facturar durante 8h? Já Imaginou que alguém fora da sua organização pode ter acesso aos dados dos seus contactos, clientes, fornecedores?

Espero que este artigo lhe tenha sido útil!

Até à próxima!

Deixem ficar os vossos comentários e sugestões!

Detectou algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a esse artigo? Colabore, clique aqui e ajude a melhorar o conteúdo.